Nodo Brasileiro

Miembros y líneas de investigación

1. Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Coordenador

rodbentes@historia.uff.br

2. Rafael Chambouleyron

rafaelch@ufpa.br

3. Elisa Frühauf García

elisa.fruhauf.garcia@gmail.com

4. Íris Kantor

ikantor@usp.br

5. Ronald Jose Raminelli

rraminelli@uol.com.br

6. Georgina Silva dos Santos

georginasantos@uol.com.br

7. Luís Filipe Silvério Lima

lfslima.imap@gmail.com

8. Ana Paula Torres Megiani

megiani@usp.br

Misión

O polo brasileiro é composto por investigadores de várias universidades do Brasil. Suas características são plurais, procurando atender ao vasto território da América portuguesa entre os séculos XVI e XVIII, com vários temas de investigação. Não obstante, todos os membros possuem parte de suas formações acadêmicas (graduações, mestrados e/ou doutorados) na Universidade de São Paulo e na Universidade Federal Fluminense.

As linhas de pesquisa dos membros do polo brasileiro expressam a diversidade da América portuguesa na Época Moderna, pela atenção ao seu campo político e cultural (Ana Paula Megiani, Luís Filipe Silvério Lima, Rodrigo Bentes Monteiro); às religiosidades e questões eclesiásticas (Georgina Santos); às dinâmicas de nobilitação social e populações indígenas (Elisa Garcia; Ronald Raminelli); às questões do espaço e territórios específicos (Íris Kantor, Rafael Chambouleyron).

Os membros do polo brasileiro se preparam para a escrita de um livro de história ibero-americana na Época Moderna, com perspectiva comparada entre as Américas portuguesa e espanhola. Os capítulos do livro pretendem trabalhar a historiografia produzida em vários países em relação a temas largos: as monarquias e os impérios ibéricos na América; a justiça colonial; a Igreja e religiosidades; a estratificação social; a dinâmica econômica; a escravidão africana; as populações indígenas; a cultura escrita e visual; o espaço e a cartografia; a circulação de bens e ideias.

Também planeja-se a realização das XIII Jornadas da Red Columnaria, em setembro de 2017, no Rio de Janeiro, com o tema “Nações em movimento: índios, africanos e cristãos-novos no mundo ibérico (sécs. XVI-XVIII)”.